Mês: julho 2017

#44 Um ateu e um cristão entram no bar (10 diálogos no balcão do bar )

cropped-bardogomes_50x31.jpg

Imagem retirada do blog LIQUIDIFICORDEL

 

-Vamos beber de boa nossa cerveja.
-Não, mas só me responde se Deus não existe como o mundo existe?
-Você vai querer mesmo discutir isso de novo? Que necessidade é essa de querer que todos pensem igual a você?
-Vai fugir da discussão de novo e não vai responder minha pergunta?
-Big bang, filhao, foi o big bang.
-Então você acredita que do nada pode surgir algo?
-Já te respondi, Mateus.
-Cara, é impossível algo se feito do nada, o nada é simplesmente nada e não tem como sugir algo a partida do nada, muito menos uma grande explosão.
-Beleza! Então, do nada é impossível sugir algo, certo?
-Isso!
-Se deus fez o mundo quem foi que fez deus?
-Esse é o seu melhor argumento?!
-Nao, pra mim o melhor argumento de todos é teu cu.
-Nossa, Matos, isso é coisa de pessoa que tem um vocabulário chulo e não tem argumentos descentes.
-teu cu!

Anúncios

#43 Neto traumatizado, avó feliz

bar3_30x30

Existe avó protetora e tem também avó superprotetora, super pois é uma heroína, ou seja, uma droga. É com esse trocadilho nível tio do pavê que começo esse texto sobre a senhora e o seu neto que moram a cinco casas de onde fica o bar.

Dona Cremilda andava bastante preocupada com seu neto Romilson de 10 anos, pois estava em tempo de pipa, coisa na qual o garoto era viciado.

A senhora que faz 10 anos que chegou na terceira idade, ficou sabendo que o Romarinho, filho da Rosa, a Rosa que é filha do seu compadre Silva, foi atropelado quando atravessou a rua correndo atrás de papagaio e tá agora tendo que andar de muleta.

Por isso a Dona Cremilda achou que teria que tomar alguma atitude pra não acontecer o mesmo com o filho da sua filha. Como ele também gostava bastante de ler, ela o presenteou com o livro “o caçador de pipas”.

O Romilson lia o livro apenas à noite, pois estudava pela manhã e passava a tarde toda empinando e correndo atrás de pipa.

Até que ele parou de fazer isso que tanto gostava, pois ficou traumatizado quando leu que o personagem pobre do livro tinha sido estuprado numa viela vazia quando corria atrás de papagaio.

O menino ficou impactado e a avó ficou feliz por ver o neto ficando em casa em segurança. O neto perturbado e achando que poderia ser estuprado a qualquer momento era só um detalhe, o importante é que ele está ficando em casa em segurança fazendo companhia a avó.