Mês: setembro 2017

#46 HD com defeito

bar2_30x30

Imagem tirada do blog LIQUIDIFICORDEL

 Ele é um típico youtuber, na sua identidade está escrito: Henrique Fernandes Dasmaceno, na Internet é conhecido como HD, ele ganhou esse apelido no ensino médio, pois sempre teve uma boa memoria. Usa óculos de grau, não por estilo, mas sim por necessidade, aparenta ter 25 anos, por causa do tamanho da sua barba, mas tem apenas 22; é meio fora de forma, o único exercício físico que faz é a corrida, corre pra tirar as roupas do quintal quando começa a chover.

 Começou a fazer daily vlog depois de consegui um número de inscritos alto e esses mesmos inscritos, com muita frequência, pedir pra ele fazer daily vlog(daily vlog: é onde as pessoas falam e mostram sua rotina, é tipo um diário em vídeo. Se na época da Anne Frank existisse Internet, ela não teria escrito um diário, ela teria feito um daily vlog).

  Ele se acostumou rápido a fazer daily vlog, pois as pessoas saberem da sua vida e comentar sobre ela não é nem uma novidade, quando você mora em uma vizinhança onde têm várias vizinhas marocas e fofoqueiras.

O número de inscritos e de visualizações aumentaram, por causa da frequência de vídeos postados e, claro, também por causa da sua criatividade, porém nem tudo é perfeito. Um certo dia, ele estava trasando com sua namorada em seu quarto/estúdio, eles trocaram de posição, o seu rosto ficou de frente para a câmera que ele grava seus videos, e de forma automática, ele todo animado falou, olhando pra câmera desligada: — E AI GALERA, TÁ COMEÇANDO MAIS UM DAI… antes que ele terminasse a frase a sua namorada já tinha quebrado a câmera na sua cabeça, antes dele tentar se explicar ele já estava solteiro.

Isso já tinha acontecido outras vezes, ele olhar uma câmera e começar a falar com ela como se estivesse gravando um daily vlog, por causa disso procurou um especialista e descobriu que tem algo parecido com a sindrome de tourette, começou a fazer tratamento e melhorou do seu problema.

Isso que fez ele vim pro bar comemorar a sua melhora, quando veio pagar a conta, enquanto esperava o troco, ele passou os olhos pelas bebidas que ficam na prateleira superior onde no fim da prateleira fica a câmera de segurança, ele olhou a câmera e falou: — E AI GALERA, TÁ COMEÇANDO MAIS UM DAILY… foi embora sem terminar a frase e sem receber o troco.

Anúncios

#45 Tem casais que a única coisa que tem de comum é o fato de não ter nada em comum.

bardogomes_50x31-1

A Cibele é de Alcântara, interior do Maranhão, e adora anime. O Thierry é da capital maranhense e acha que anime, coisa na qual chama propositalmente de desenho japonês, é coisa de virgem. A Cibele era virgem quando eles se conheceram e continuou assim por um longo tempo, seis horas após serem apresentados um ao outro por uma amiga em comum dos dois.
Antes de se despedirem trocaram seus números. Pelo aplicativo de mensagens instantâneas marcaram de sair. Ela chama o aplicativo de whatsapp, já ele de atezap.

Fizeram várias tours pela cidade que geralmente terminava em motéis. Às vezes iam ao cinema, o Thierry sempre achou os filmes melhores que os livros, pois nunca teve paciência pra ler nem um. Já ela se surpreende com a capacidade que alguns seres humanos têm de transformar livros incríveis em filmes toscos.
A Alcantarense é universitária e esse foi o motivo que a levou deixar sua cidade natal e se mudar pra São Luis do Maranhão, enquanto o ludovicense enche a boca pra dizer que já acabou de estudar, quando alguém pergunta da sua escolaridade, sendo que só completou o ensino médio.

Ele é contra a legalização do aborto , já sua namorada é contra a mulher não ter autonomia sobre o próprio corpo.
Quando o casal vem ao bar, ele sempre pede cerveja e ela vinho. Geralmente frequentam o bar na sexta, dia de música ao vivo. O quase alcoólatra manda com bastante frequência, aos berros, pra banda da noite tocar pagode; já a apreciadora de vinho, todas às vezes pede, escrevendo em um guardanapo, que toque MPB. Mas uma coisa eles tem em comum, o amor. Ela ama ele e ele também se ama bastante.