Streaming

#37 Streaming de Deus

cropped-bardogomes_50x31.jpg

Imagem retirada do blog LIQUIDIFICORDEL

O bar, às vezes, é dividido em dois tipos de pessoas, as que estão felizes e as que ainda estão sóbrias.

O Caio, nessa noite de quinta, não estava feliz, nem sóbrio, por algum razão que desconheço.
Enquanto eu estava na minha rotina de cuidar do balcão e servir as mesas, ele, que estava bebendo sozinho em frente ao balcão, me descrevia a teoria que eu intitulei como “A teoria do streaming de Deus”.

O Caio, olhou em volta, mudou a posição que estava sentado, ficando de frente pra os outros clientes e de costa pra mim e começou a falar: —  Já parou pra pensar que podemos tá dentro de um serviço de stremeng onde Deus pode assistir tudo quando quiser. Por exemplo, olha aquele casou ali na mesa cinco, quando eles chegaram, ele abriu a porta do carro pra ela, ele puxou a cadeira pra ela sentar, ou seja, um filme romântico cheio de clichés.

 Presta atenção na mesa um, um grupo de jovens, que se você quiser até aposto com você como todos estão usando carteiras falsas, que estão enchendo a cara antes de ir pra uma festa onde vão encher mais ainda a cara, um tipo filme de adolescentes com muito álcool, peitos e sexo.

Tu prestou atenção que o cara da mesa dois não parava de olhar pro celular, até que a mina da mesa quatro foi sentar junto com ele, percebeu que eles chegaram há um certo tempo e só agora ela foi até lá. Eles claramente devem ter se conhecido em algum desses apps de pegação, marcado aqui no bar e como ele, provavelmente, usou algum aplicativo onde dá pra deixar você mais bonito na foto, ela demorou pra recolher, enquanto ele não tirava o celular da cara, porque deve ter ficado com vergonha achando que ela reconheceu ele, viu que ele não é bonito e preferiu ignorar-lo. Mas ela tomou a iniciativa e agora estão na mesma mesa. Ela é aquela mulher bonita dona de si que resolveu dar uma chance pros perdedores, ele é o perder típico de comédia romântica.
Aqui, seu bar, você, é tipo aquele personagens que com toda dificuldade consegue o seu objetivo, manter o bar e sua família. Enquanto eu sou tipo o jackass de Deus, eu me fodendo e ele assistindo e rindo.