salvar o casamento

#35 Só o sexy shop salva (8 diálogos no balcão)

cropped-bardogomes_50x31-1.jpg

— Fernando, Fernando! Entra aqui no bar.
— Fala, Moisés, qual foi?
— Vamos beber uma aqui.
— Não vai rolar, eu tô um pouco atrasado.
— Relaxa, eu pago.
— Olhando no relógio agora, eu não tô nem tão atrasado assim.
— Meu Deus do céu, você vive liso, cara.
— Você não vive liso porque não tem filho.
— Eu não vivo liso porque uso camisinha, diferente de você que deve ter preferido economizar a comprar uma camisinha.
— Não foi bem assim, né?
— Não! Duvido. Já que você não é tão mão de vaca assim, você foi lá no lugar que te disse?
— Fui.
— Não acredito. Papo reto, rir demais de você dizendo que se fosse comprar um vibrador pra sua mulher, seria menor do que o seu pênis, pra ela não vim depois te cobrar algo maior do que você pode dar. Tu fica hilário bêbado.
— Infelizmente eu sei. Mas pode acreditar que eu fui lá nesse sexy shop.
— comprou alguma coisa?
— comprei.
— Rapaz, é isso ai! Tem que deixar de ser mão de vaca ao menos pra reanimar seu casamento. Eu achei que os preços iam fazer tu sair correndo. Comprou o quê?
— A única coisa que meu dinheiro dava, um halls preto.

Anúncios